WAM

Campanha dos Emirados por uma infância saudável





Sharjah, Emirados Árabes Unidos, 27/3/2015 – A equipe encarregada de levar adiante a campanha nacional Infância Saudável 2015 organizou numerosas atividades com meninos, meninas e seus pais nos Emirados Árabes Unidos. As atividades da campanha, que acontece de meados de janeiro até meados de abril, promovem esportes em grupo e familiares, de forma a incluir os menores, como caminhadas. Durante a campanha é distribuída informação sobre saúde. A iniciativa pretende incentivar as pessoas a realizarem exercícios diários, e para isso organizará atividades nas escolas e nos centros comerciais. Envolverde/IPS

WAM

Países do CCG sempre mantiveram a estabilidade, segundo ministro

Riad, Arábia Saudita, 26/3/2015 – “Os países CCG (Conselho de Cooperação do Golfo) mantiveram e mantêm um equilíbrio nos preços do petróleo e sua estabilidade, e os preços são fixados pelo mercado”, explicou o ministro de Petróleo e Recursos Minerais da Arábia Saudita, Ali bin Ibrahim al-Naimi. Sobre a intenção de negociar com países fora da Opep (Organização de Países Exportadores de Petróleo), o ministro explicou que, “em 1998, quando da depressão de preços, fizemos uma viagem pelos países que não integram a Opep e acordamos uma redução combinada que moderou os mercados”. Al-Naimi ponderou que “a situação atual é difícil, tentamos e nos reunimos, mas não conseguimos nada pela insistência de apenas os países da Opep terem de suportar essa carga. Nos negamos a sermos responsáveis, pois a produção do grupo representa 30% do mercado e 70% são externos”. O ministro prosseguiu dizendo que, “como é de interesse público, todo o mundo deve fazer parte se queremos melhorar os preços, e é inadmissível uma pessoa ganhar à custa de outra. Nos anos 1980 perdemos muito dinheiro e não estamos dispostos a repetir isso”. A ideia de criar um instituto especializado em petróleo é boa, afirmou o ministro. “Cada ministério de energia e petróleo realiza um painel anual ou bianual para explicar a indústria à mídia. Durante duas semanas foram dadas lições e creio que foi útil”, acrescentou, referindo-se ao Fórum de Meios sobre Petróleo, dos países do CCG. E confirmou que “se repetirá para fortalecer o conhecimento e a compreensão, não só para nós, mas para todo o mundo”. “A produção da Arábia Saudita é da ordem de dez milhões de barris (de 159 litros) e estamos dispostos a cobrir a demanda de um novo cliente; não há objeção à entrada de novos países na organização, mas, apesar dos convites, ninguém se uniu”, ressaltou Al-Naimi. Envolverde/IPS

WAM

Não há nenhuma teoria da conspiração, afirma ministro saudita

Riad, Arábia Saudita, 25/3/2015 – O ministro de Recursos Minerais e Petróleo da Arábia Saudita, Ali bin Ibrahim al Nuaimi, inaugurou o segundo Fórum de Mídia sobre Petróleo do Conselho de Cooperação do Golfo, sob os auspícios do Guardião das Sagradas Mesquitas, o rei saudita Salman bin Abdulaziz al Saud. Suhail bin Mohammed Faraj al Mazrouei, ministro de Energia dos Emirados Árabes Unidos, uniu-se aos ministros de petróleo e energia do grupo na inauguração do Fórum de três dias. Também participa uma delegação da Companhia Nacional de Petróleo de Abu Dhabi. No discurso de abertura, Al Nuaimi negou que haja razões geopolíticas e planos para prejudicar a produção do xisto após a queda dos preços internacionais do petróleo. “Não há nenhuma conspiração por trás da decisão (de novembro de 2014) da Opep (Organização de Países Exportadores de Petróleo) de manter a produção” (de 30 milhões de barris por dia), afirmou o funcionário saudita. “Não estamos contra ninguém, sempre buscamos um equilíbrio do mercado entre fornecimento e demanda e deixar que estas decidam os preços”, explicou. Ao dizer que a Arábia Saudita está pronta para aumentar a demanda de petróleo, o ministro esclareceu que seu país não prevê elevar a produção para mais de 12,5 milhões de barris (de 159 litros) por dia. Al Nuaimi também pediu a criação de uma sociedade especializada em meios de comunicação dedicados ao petróleo para jornalistas qualificados e especializados. Envolverde/IPS


Página 1 de 18012345...102030...Última »
Para enviar sua dica ou opinião, preencha o formulário abaixo:

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Dica/Opinião

dica de
sustentabilidade

anterior | próxima
Reduza o consumo de papel. Imprima na versão frente e verso.
Diminua custos de limpeza, adotando produtos biodegradáveis e receitas caseiras
Utilize a água usada na lavadora de roupa para lavar o chão da área de serviço, do quintal e da cozinha.
Utilize sabão ou detergente biodegradável, que não poluem os rios porque se decompõem mais facilmente.
Evite a geração de lixo e a produção desnecessária de produtos. Cancele as correspondências que você não lê.
Recolha as roupas do varal com cuidado para não amassar muito e depois dobre. Isso facilita na hora de passar e reduz o tempo de uso do ferro.
Economize. Permanecer 15 minutos com a mangueira aberta pode gastar até 280 litros de água.
Procure ler seus e-mails na tela do computador. Não imprima nada sem absoluta necessidade.
Prefira tecnologias limpas e de baixo consumo energético.
Diminua custos de limpeza, adotando produtos biodegradáveis e receitas caseiras

imagem do dia

|
Para enviar sua imagem, preencha o formulário abaixo:

Nome (obrigatório)

E-mail (obrigatório)

Arquivo

Observações

 
Aluna_Nanine-1024x683 (1)

Jovens indígenas do Oiapoque, no Amapá, participam de oficina de fotografia da natureza. Foto: Projeto GATI)

Foto: Gleilson Miranda/ Secom (03/03/2015)

Cheia histórica do Rio Madeira. Foto: Gleilson Miranda/ Secom (03/03/2015)

Foto: Fernanda Carvalho/ Fotos Públicas

Justiça manda parar novas obras de ciclovias na cidade de São Paulo, mas libera a da Av. Paulista. Foto: Fernanda Carvalho/ Fotos Públicas

corais

Projeto destina 12,5 milhões de dólares a preservar ecossistemas marinhos do norte brasileiro. Saiba mais aqui.

Foto: Angela Peres/Agência de Notícias do Acre

Áreas atingidas por cheia no Acre. Foto: Angela Peres/Agência de Notícias do Acre

Foto: Gustavo Gargioni/ Especial Palácio Piratini (05/05/2014)

Dilma inaugura nesta sexta parque eólico em Santa Vitória do Palmar. Foto: Gustavo Gargioni/ Especial Palácio Piratini (05/05/2014)

Cabo Verde enfrenta um período de estiagem; ajuda emergencial de 500 mil dólares ajudará a aliviar os efeitos da seca no arquipélago. Foto: PNUD

Cabo Verde enfrenta um período de estiagem; ajuda emergencial de 500 mil dólares ajudará a aliviar os efeitos da seca no arquipélago. Foto: PNUD

Foto: Agência de Notícias Acre

Rio Acre, em Assis Brasil, sobe mais de 8 metros e famílias ficam desabrigadas. Foto: Agência de Notícias Acre

Alto TietêFoto: Diogo Moreira/ A2 FOTOGRAFIA (18/02/2015)

Obra que vai aumentar a entrada de água no Sistema Alto Tietê teve início no sábado, 14. Foto: Diogo Moreira/ A2 FOTOGRAFIA (18/02/2015)

Foto: Prefeitura de Salto

Prefeitura de Salto (SP) retira 40 toneladas de peixes mortos do córrego do Ajudante. O afluente desagua no rio Tietê. Foto: Prefeitura de Salto