Category: ODS14

Areia em movimento

Por Gilberto Stam, Revista Fapesp – Volume de sedimentos transportados ao longo da costa brasileira varia de 765 a 37 mil metros cúbicos por dia, dependendo da praia Em um fluxo contínuo, as ondas do mar formam correntezas e arrastam os sedimentos marinhos como um rio paralelo à praia. Estimado pela primeira vez para todo o litoral brasileiro, o...

As algas que sobreviveram a 16 mil anos de mudanças climáticas

Por BBC Brasil – Cientistas descobriram que algumas espécies de algas no litoral da Escócia, Irlanda e França sobreviveram a mudanças de clima no planeta desde 16 mil anos atrás. Especialistas da universidade de Heriot-Watt analisaram o material genético de algas de 14 partes do oceano Atlântico. A equipe encontrou três grupos genéticos distintos. Espera-se que a descoberta ajude...

Parte 14: a relação da conservação dos oceanos com a Covid-19

Por Sucena Shkrada Resk* –  Nas profundezas da imensidão azul, se encontram respostas sobre o novo coronavírus que vão além de seu papel prioritário para a regulação climática e para a subsistência humana Enquanto nossa sociedade mundialmente enfrenta a realidade imposta pela pandemia da Covid-19, que tem um princípio ambiental em sua origem, outras agendas importantes para o equilíbrio...

National Geographic apresenta conteúdos inspiradores no Dia Mundial do Meio Ambiente e dos Oceanos

“A Terra não é uma herança de nossos pais, mas um empréstimo de nossos filhos”. Este famoso provérbio indiano nos inspira a proteger nosso planeta agora e nos próximos anos. Ele está especialmente presente no trabalho de conservacionistas e amantes da natureza que cuidam do meio ambiente, apoiam a proteção de habitats e da natureza; a preservação da vida...

Ministério do Meio Ambiente extingue três bases do Tamar no Nordeste

Por Adriana Pimentel, Colaboradora da Agência Eco Nordeste –  Salvador – BA.  O Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que é subordinado ao Ministério do Meio Ambiente (MMA), extinguiu três bases avançadas do Centro Tamar, em Camaçari (BA), Parnamirim (RN) e Pirambu (SE). Ao mesmo tempo, o ICMBio formalizou a criação de uma nova base, em Salvador (BA). É importante destacar que todos esses locais possuem bases da Fundação Tamar /...

Encontrando respostas no fundo do oceano

por Elise Hugus || Jornalista científica do The Woods Hole Oceanographic Institution, de revista Eco21 –  Em tempos de incerteza, o mar profundo fornece soluções potenciais. O teste que está sendo usado para diagnosticar o novo Coronavírus – e outras pandemias como AIDS e SARS – foi desenvolvido com a ajuda de uma enzima isolada de um micróbio encontrado...

Desorganização da pesca no Brasil é uma ameaça às espécies

por Isabela Holl, especial para a Envolverde –  Falta de monitoramento é um entrave para a pesca sustentável A falta de fiscalização das atividades pesqueiras no Brasil é uma ameaça às espécies marinhas. As consequências dessa desorganização afetam também os animais que não são comercializados, uma vez que a pesca industrial utiliza estratégias de larga escala e acaba levando...

Um tipo de pressão transversal de obsolescência programada ronda unidades de conservação marinha brasileiras?

Por Sucena Shkrada Resk* –  Legislação do SNUC pode ser colocada em xeque, se UCs marinhas forem expostas à maior vulnerabilidade Após duas décadas da criação do Sistema Nacional de Unidades de Conservação (SNUC – LEI 9.985/2000), o Brasil se depara hoje com a possibilidade de flexibilizações mais permissivas anunciadas, neste mês, por meio do presidente do Instituto Brasileiro do...

Mar do Nordeste corre o risco de ser poluído com minério de ferro

Por Adriana Pimentel – Colaboradora da Agência Eco Nordeste –  O Navio Mercante Stellar Banner, que partiu do Terminal Portuário da Ponta da Madeira, em São Luís, no Maranhão, carregado com toneladas de minério de ferro da Vale, e que tinha como destino Qingdao, na China, apresentou dois vazamentos na estrutura na região da Baía de São Marcos (MA). O comandante do navio levou a embarcação para um...

Petréis-gigantes podem ser beneficiados pelas mudanças climáticas

por Projeto Albatroz –  Com os sucessivos aumentos de temperatura na região Antártica, que registrou, recentemente, seu dia mais quente da história, com 20.7ºC, aves e mamíferos marinhos que vivem e se reproduzem por lá tendem a ser afetados pela diminuição do gelo marinho e da abundância de krill, principal alimento para muitas espécies. Mas nem todas serão impactadas...